Biografia em Português

 

M ASUNCION

 MADRE ASSUNÇÃO

Nela brilhou a glória de Deus

Madre Assunção Soler Gimeno nasce a 19 de Agosto de 1882, em Quart de Poblet (Valência), Espanha. Unida, como um sarmento, a Jesus, videira verdadeira, produz abundantes frutos para a humanidade, a Igreja, o Carmelo e todas as suas filhas, as Irmãs Carmelitas do Sagrado Coração de Jesus, cuja congregação funda a 13 de Maio de 1924, em Málaga (Espanha), sob o determinante patrocínio e incentivo do beato Manuel González García, bispo de Málaga, que, durante o seu ministério episcopal, compreende o carisma fundacional que o Espírito Santo concedera a Madre Assunção para a vida e santidade da Igreja.

17 de Julho: As suas religiosas e ela mesma começam a prestar assistência ao Seminário Diocesano de Málaga. 1936-1939 Durante a perseguição religiosa da Guerra Civil de Espanha trabalha denodadamente com as suas religiosas na libertação e protecção de um considerável número de sacerdotes da Diocese de Málaga e de leigos a quem procura resgatar da morte. A partir destes anos, a sua congregação começa a extender-se por outras dioceses de Espanha, auxiliando, principalmente, nas prisões: Ocaña (Toledo), Málaga, Granada, Sevilha, Porta Coeli e San Miguel de los Reyes (Valência), Puerto de Santa María (Cádiz), Madrid, Cuéllar (Segóvia), Cáceres, Alicante, Segóvia, Barcelona…

1939  1 de Dezembro: As Irmãs do Sagrado Coração de Jesus e  Filhas da Imaculada (Almogía, Málaga), são incorporadas canonicamente nas Carmelitas de Madre Assunção.

1947  7 de Junho: A Congregação de Madre Assunção é agregada oficialmente à Ordem do Carmo pelo superior geral Pe. Kiliano Lynch.

1949   21 de Janeiro: O Ministério da Justiça concede a Madre Assunção a Medalha de Ouro de Mérito Social Penitenciário pelo muito que a sua congregação trabalhara nas prisões de Espanha.

1950  8 de Dezembro: É fundada a primeira casa na América Latina: Venezuela (Cumaná).

1951   1 de Agosto. É fundada a primeira casa em Portugal (Bombarral).

  • 15 de Outubro: As Carmelitas de Maiorca fundem-se com as Carmelitas de Madre Assunção.
  • 3 de Junho: O Papa Pio XII nomeia Cardeal Protector da Congregação Mons. Cayetano Cicognani, antigo Núncio Apostólico de Espanha.1955   2 de Fevereiro: A Santa Sé concede à Congregação o Decretum Laudis e a aprovação das suas constituições.

1956   A partir deste ano, a Congregação extende-se a outros países de Europa: França, Bélgica e Inglaterra.

1957  11 de Fevereiro: É fundada a primeira casa na República Dominicana (Santo Domingo).

  • 4 de Julho: O Papa Pio XII recebe em audiência privada Madre Assunção e quatro religiosas da sua Congregação.

1959   10 de Abril:  Madre Assunção pronuncia uma alocução, três meses antes da sua morte, no Bombarral (Portugal), considerada como o seu testamento espiritual ou materno, por ocasião da despedida das primeiras irmãs que partiam para Moçambique (África).

11 de Junho: Chegam as primeiras irmãs missionárias a Moçambique (Missão de Angoche – Naueia).

6 de Julho: Madre Assunção falece santamente na Prisão de Yeserías, Madrid, na qual prestavam assistência as suas religiosas. É enterrada no Cemitério de Nossa Sra. de Almudena, Madrid.

9 de Dezembro: O servo de Deus, Ángel Herrera Oria, bispo de Málaga, preside, na sua catedral, ao funeral pontifical em memória de Madre Assunção. Na sua homilia, a partir do texto bíblico “o justo vive da fé”, afirma entre outras palavras de testemunho:  “Esta mulher vivia da fé… e dava a impressão de estar constantemente na presença de Deus nosso Senhor”.

1964  13 de Junho: A Santa Sé outorga à sua Congregação a aprovação definitiva.

1972   10 de Junho: A Vila de Quart de Poblet (Valência) dedica uma rua a Madre Assunção Soler Gimeno.

1974   13 de Maio: Os seus restos mortais são levados para a capela da Casa mãe da Congregação situada em Paseo del Limonar, 24, Málaga.